anunciar prosperarte

Corte---------------------------------------------------------R$15 Escova e Prancha----------------------------------------R$20 Hidratação Keratase a partir de----------------------R$15 Luzes,mecha,balayagem a partir de----------------R$40 sombrancelha pinça-------------------------------------R$7 sombrancelha henna------------------------------------R$15 limpeza de pele-------------------------------------------R$30 Mega hair a partir de------------------------------------R$130 Progressiva------------------------------------------------R$60 Rua Piquiri,309,Brás de Pina-próx.Fundação Leão XIII,Rio de Janeiro,RJ tel:3564 03 15 81254010 anuncie aqui: 21 7680 7170

Wednesday, July 28, 2010

Uma singela historinha sobre prosperidade



O comprador de Sonhos







Agapito era um indio mexicano,camponês sem terra,pastor de ovelhas,sem ovelhas.Isso fazia dele um peão.(pobre)

As pessoas de sua aldeia,eram camponesas de fato,tinham terra para elas.Mas de que serve uma terra,onde nada cresce?Na sierra Mexicana a terra era vermelha e bonita,como a pele dos homens e mulheres indios,mas é árida.

Agapito,pra ñ morrer de fome,desceu a sierra e buscou trabalho como peão numa plantação de cacau.

Durante 3 anos cuidou de árvores e colheu seus frutos.Com o tempo sua pele já tinha o cheiro do cacau,mas Agapito não gostava desse cheiro...Tinha muita saudade de sua sierra.

Sonhava com o dia em que voltaria para sua aldeia,com uma mala enorme cheia de presentes para todos os seus amigos,que gritariam felizes dizendo:"é ele...Agapito!Ele voltou!"
E ele,mais que todos...muito,muito feliz!
Aio final de 3 longos anos,recebeu seu salário.Não entendia bem as contas que o capataz fazia,era acostumado a fazer calculos e falava rápido:

_3 anos à tantos por ano...aluguel e comida a descontar,um poncho comprado a crédito a descontar...por sua negligência 10 árvores produziram menos,a descontar...perda de uma machadinha a descontar...Eis então o seu ganho:3 centavos em moedas de cobre.O próximo!

Agapito afastou -se lentamente,3 moedinhas de cobre...era tudo o que tinha!
À noitinha Agapito chegou à pequena cidade proxima da plantação.Era uma cidade alegre e iluminada.As pessoas pareciam felizes,as lojas cheias de coisas maravilhosas,os mercadores ambulantes ofereciam obketos lindos,mas caros...Agapito tinha apenas 3 moedas de cobre e ainda precisava pensar nas despesas com alimentação durante a longa caminhada até a sua aldeia.
Mas quando Agapito deparou com a vitrine de doces ficou deslumbrado,na vitrine havia flores de açucar,impressionantemente lindas.Um centavo de cobre cada uma.Agapito comprou uma rosa de açucar vermelho.Panchita,a deslumbrante filha da visinha,ganharia um presente!
Quando andou um pouco até uma fonte,avistou um homem velho com uma tigela na mão,vazia.
Como o homem não tinha forças p/ ir até a fonte,Agapito se aproximou timidamente,pegou a tigela e perguntou:
_quereis água?
O homem levantou levemente as palpebras,ele parecia muito doente...
Agapito cuidou do homem,gastou mais uma de suas moedas,dando-lhe de comer.
Em forma de gratidão,o homem,trocando algumas palavras com ele,sabendo que era peão,e de toda a sua história,enfiou a mão no bolso,pegando uma coisa muito pequena:
_Dê-me sua mão.Este é um presente,a felicidade,talvez...não sei...
Agapito ficou por ali,e acabou dormindo.Teve um pesadelo terrível.Sonhou que estava na plantação e o capataz gritava:
_Agapito deve 10 ponchoos!Perdeu 1000 machadinhas!Deichou 100.000 árvores morrerem...
Agapito acordou morrendo de fome,entrou numa padaria,e esperando ser atendido pela bela atendente,eis que entra um homem bem disposto e diz:
_Traga-me rápido a comida,Chica,e eu lhe contarei um belo sonho.Sonhei que uma deusa de cabelos longos era minha esposa.Nós morávamos bem no centro de uma floresta de ouro.Aquele que colhesse um galho de ouro na floresta estava livre de fome e de problemas.
E todas as pessoas vinham à nossa floresta.Elas colhiam galhos e partiam felizes.Não é um belo sonho?
_O mais belo que já escutei
Agapito impressionado pensou:"Este homem tem sorte:ele dormiu dentro de um albergue e come sempre que tem fome.Ele não tem necessidade desse sonho parea estar feliz.Se eu gastar o ultimo centavo que me resta com comida,amanhã ainda terei fome.Mas se eu comprar esse sonho,serei feliz pensando nele amanhã depois de amanhã,na próxima primavera..."
A sevente chagou com uma tigela fervendo,seviu ao homem de sorte e já ia entregar a outra à Agapito,quando ele se levantou ,aproximou-se do homem e dsse:
_Eu não vou comer.
_o que vc quer?-disse o homem
_o seu sonho.Eu quero comprá-lo.
O homem começou a rir daquela idéia tão extravagante,mas Agapito estava sério
_Vc quer comprar meu sonho?Mas pra quê ele poderá lhe servir?
_Ele servirá para me fazer feliz.É um sonho bonito...Aqui está o dinheiro.
Ele colocou sua última moeda sobre a mesa;o homem não podia acreditar.
_Um centavo?É pouco,mas ainda assim é muito pra pagar um sonho.Guarde seu dinheiro e se e fique com o sonho se lhe agrada,ele é seu.
Agapito ficou ofendido,_"Não estou mendigando..."
_Então me dê,seu centavo,eu lhe vendo meu sonho,!Vc é testemunha, Chica!
Agapito saiu do albergue.Queria ficar sozinho para pensar em seu sonho.
Mas a servente veio atrás dele
_Vc vai partir p/ sierra?Queria q passasse na aldeia da minha mãe e contasse o seu sonho!
_Mas eu não sei contar histórias...-disse agapito desanimado
_Mas o sonho é seu!Vc gostou e o comprou...ninguém melhor para contá-lo do que vc!E minha mãe é uma pessoa muito triste,o sonho vai alegrá-la muito!
E Agapito foi,sem muitas esperanças,levando um pequeno Farnel,que Chica havia lhe preparado.
Ao chegar á aldeia da mãe da moça,foi muito bem recebido...
Contou seu sonho,para ela que foi pedindo para que ele contasse para outras pessoas,que lhe davam presentes e pediam que ele contasse para mais outras....

1 comment:

flavia fernanda said...

ola ! eu trabalho com esse conto de uma olhada :
http://www.youtube.com/watch?v=EH3LITeJFUw